Quais doenças podem causar cegueira?

Cuidar da saúde dos olhos deve ser um hábito permanente. Não podemos deixar nossa visão de lado e irmos ao médico apenas quando surgir algum sintoma. Como qualquer outra parte do corpo humano, os olhos precisam de atenção constante.

O cuidado com os olhos começa desde quando uma criança e se prolonga até a velhice.

Existem alguns hábitos que nos ajudam a cuidar da saúde dos nossos olhos. Ter uma alimentação saudável, usar óculos de grau e de sol com os fatores de proteção necessários e realizar periodicamente exames preventivos.

Atitudes como essas ajudam a preservar a nossa visão e os exames periódicos, especificamente, possibilitam detectar e tratar doenças de forma precoce, ou seja, logo no começo, o que ajuda e evitar consequências mais graves, que podem incluir perdas irreparáveis, como a cegueira.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), entre 60 e 80% dos casos de cegueira no mundo poderiam ter sido evitados ou têm tratamento.

Mais alguns dados que mostram o porquê de precisarmos ficar atentos, para termos uma visão saudável. De acordo com Sociedade Brasileira de Oftalmologia, estima-se que existam 37 milhões de cegos no mundo sendo 82% com mais de 50 anos, de acordo com a OMS.

Existem tipos de cegueira?

Sim, existem! De acordo com a Organização Mundial da Saúde, o termo “visão baixa” é utilizado para definir pessoas com visão limitada. Neste caso, a visão limitada acontece no melhor olho, que tenha a melhor correção.

Já o termo, “cegueira” é usado quando a pessoa tem uma visão muito baixa no melhor olho, logo o que tenha a melhor correção.

A cegueira pode ser passageira, isso acontece quando ocorre a perda da visão apenas por um intervalo indefinido de tempo. A cegueira é definitiva, quando a condição se torna permanente e irreversível.

Principais causas da cegueira reversível:

  • Catarata

  • Opacidade da córnea

  • Tracoma

  • Descolamento de retina (reversível se operado com urgência)

  • Enxaqueca.

Principais causas da cegueira irreversível:

  • Glaucoma avançado

  • Degeneração Macular Relacionada à Idade

  • Retinopatia diabética avançada

  • Deficiência de vitamina A (principalmente em crianças)

  • Neurite óptica,

  • Ambliopia (conhecido como “olho preguiçoso”).

Riscos de cegueira

A partir dos 50 anos, aumenta a incidência de doenças que podem provocar a perda da visão, pessoas com graus altos de miopia, nascimento prematuro, trauma, cirurgias oculares ou neurológicas, pessoas que trabalham com produtos químicos e pessoas com diabetes.

Principais doenças que podem causar cegueira

Catarata

A catarata, infelizmente, é uma consequência natural do envelhecimento. Essa doença consiste na perda progressiva da transparência da lente intraocular,que é chamada de cristalino.

O paciente vê imagens embaçadas e esfumaçadas, como se a visão estivesse coberta por uma névoa. A pessoa perde capacidade na distinção de detalhes e cores. O único tratamento possível é a cirurgia, capaz de restabelecer totalmente a visão.

Uma forma de cuidar do cristalino é ao longo da vida é utilizar a proteção contra os raios solares ultravioleta. É fundamental usar óculos de grau e de sol que tenham boa qualidade.

Crianças também precisam se acostumadas ao óculos de sol, por mais que resistam em colocá-lo.

Glaucoma

O glaucoma é silencioso e tem uma evolução lenta. Essa doença não provoca dor ou outros sintomas que sejam perceptíveis.

Ele é detectado apenas na verificação da pressão do olho, exame que é feito pelo médico oftalmologista.

É importante ir regularmente ao oftalmologista, pois quando o paciente começa a perceber que está com a visão prejudicada, a doença já está em estágio avançado. A ida regularmente ao médico é fundamental principalmente nos casos de quem tem histórico familiar de glaucoma.

Em caso de glaucoma, a pessoa  perde a visão periférica, preservando apenas a visão central. É como se enxergasse através de um tubo.

A visão prejudicada pelo glaucoma, infelizmente, não pode ser recuperada. Com o diagnóstico precoce, o tratamento com colírios para baixar a pressão ocular costuma ser eficiente.

Em alguns casos, uma intervenção cirúrgica pode ser necessária.

Degeneração macular relacionada à idade (DMRI)

Essa doença é a principal causa de cegueira entre as pessoas mais velhas, sendo mais comum nas pessoas de pele e olhos claros.

A pessoa acometida pela DMRI perde o campo central da visão, ela passa a enxergar uma mancha escura, mantendo apenas a visão periférica. É uma doença incapacitante, que deixa o doente legalmente cego.

Na maioria dos casos, não há nada que se possa fazer. Para algumas pessoas, os médicos prescrevem suplementações vitamínicas. Para cerca de 10% dos pacientes, é indicado um tratamento com injeções dentro dos olhos, que fazem o problema regredir.

Como medida preventiva, recomenda-se também o uso habitual de óculos de sol.


Retinopatia diabética

Essa doença é consequência do diabetes. A retinopatia diabética pode atingir também aos diabéticos que mantém a doença bem controlada.

A pessoa que possui diabetes, precisa se submeter a exames oftalmológicos regularmente desde o primeiro ano de diagnóstico do diabetes. Não é suficiente ir ao médico apenas para ajustar o grau dos óculos.

Em caso de retinopatia diabética, o tratamento também é feito com injeções dentro dos olhos, com efeito que se estende por alguns meses, até a próxima aplicação.

As injeções podem restaurar a visão do paciente, a menos que o edema se agrave.

É recomendado o controle permanente do diabetes com o acompanhamento de uma equipe de vários médicos, entre eles o endocrinologista, o cardiologista e o oftalmologista.

***

Como vimos, ir ao oftalmologista é fundamental. Aqui no blog também já falamos quando é preciso fazer exames oftalmológicos, clique aqui e saiba tudo!

Marque uma consulta com oftalmologista em Natal de um jeito bem fácil. Clique aqui e mande sua mensagem.