Como é feita a ultrassonografia do abdômen?

Existem inúmeros exames que auxiliam os médicos no momento de realizar o diagnóstico ou até mesmo identificar condições suspeitas para prevenção. Entre eles está a ultrassonografia.

A ultrassonografia, é um exame solicitado com bastante frequência no Brasil. Segundo o Mapa Assistencial da Saúde Suplementar da ANS, divulgado em 2018, apenas a ultrassonografia do abdômen foi realizada 6.5 milhões de vezes.

Esses números são informados pelas operadoras anualmente à Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Ou seja, ainda precisa ser contabilizado o número de ultras realizados pelo Sistema Único de Saúde.

Dessa forma, vemos como o exame, principalmente a ultrassonografia do abdômen, é realizado com frequência no Brasil.

Neste post vamos falar especificamente sobre a ultrassonografia do abdômen. Como ele é feita? Para que serve? Quando o médico solicita?

Acompanhe o texto e tire suas dúvidas sobre esse exame. Vamos lá!

O que é uma ultrassonografia?

A ultrassonografia, é um exame médico que também é conhecido por ultrassom e ecografia.

Ele auxilia no diagnóstico e serve para visualizar em tempo real qualquer órgão ou tecido do corpo.

Existe a possibilidade do exame ser realizado com Doppler. Neste caso, o médico consegue ver o fluxo sanguíneo da região examinada.

Para que serve a ultrassonografia?

Entre muitos aspectos a ultrassonografia ajuda a investigar a dores abdominais, nos flacos, nas costas. Ajuda no diagnóstico de doenças do útero, trompas, ovários, na identificação da gravidez e avaliar o desenvolvimento do feto.

Através da ultrassonografia é possível visualizar as estruturas dos músculos, articulações, tendões e qualquer outra estrutura do corpo humano.


Importante!

Destacamos que a ultrassonografia não dói, não é invasivo e não utiliza radiação. Por isso, não  possui contraindicações ou cuidados específicos após a sua realização.

Quando fazer ultrassonografia abdominal total?

A ultrassonografia do abdômen  total tem objetivo de avaliar fígado, vesícula biliar, intestino, bexiga, aorta, pâncreas, baço, rins, veia cava inferior e adrenais.

O exame ajuda a determinar a causa da dor abdominal, localizar cálculos na vesícula e vias biliares ou nos rins e vias urinárias. Também ajuda avaliar a presença de possíveis tumores, cistos, abscessos, dilatações ou estreitamento das principais artérias do abdômen.

Para as mulheres:

No caso das mulheres, esse exame permite examinar o útero, as trompas uterinas e os ovários. Auxilia na pesquisa de causas para possíveis dores pélvicas, sangramentos menstrual anormais, diagnóstico de cistos e tumores, como de útero, bexiga e ovário.

Para os homens:

O exame permite a visualizar a próstata, bexiga e vesículas seminais, ajudando a detectar doenças da próstata, como aumento prostático, presença de nódulos e câncer. Ajuda no diagnóstico de infertilidade masculina. A ultrassonografia também pode ser utilizada para a localização de cálculos urinários e tumores de bexiga.

Como é feita a ultrassonografia total do abdômen?

Antes de realizar o exame, o médico faz uma breve avaliação do paciente, junto com exames anteriores, caso tenha.

Na ultrassonografia do abdômen  total, o médico aplica o gel sobre a região abdominal e utiliza o aparelho de ultrassom encostando na pele.

O dispositivo transmite as imagens através das ondas de alta frequência que são enviadas em direção aos órgãos internos. Dessa forma, é possível visualizar na tela as imagens geradas.

Durante o exame pode ser necessário mudar de posição e segurar a respiração eventualmente.

***

Em Natal, você pode realizar a ultrassonografia do abdômen no Centro Médico Saúde da Família. Temos duas unidades, uma em Igapó e outra na Bernardo Vieira. Para agendar clique aqui.