Especialidade: Psiquiatria

A Saúde da Família tem o compromisso de fornecer a seus clientes tratamento médico e odontológico de excelência por um preço justo e um atendimento humanizado.

A Psiquiatria é uma especialidade médica que envolve o estudo, o diagnóstico e o tratamento de desordens da saúde mental.

A saúde mental de uma pessoa é influenciada por uma combinação dos factores que são específicos de cada pessoa. Há diversos componentes ao bem estar mental que inclui um amor-próprio saudável, habilidades de comunicação e a revelação da superação.

As doenças psiquiátricas não devem ser percebidas como as meras fraquezas que uma pessoa pode simplesmente superar. Elas podem ser circunstâncias altamente problemáticas e está avançando em todo o mundo..

Os distúrbios mentais precisam de ser diagnosticado e tratado antes que causem o rompimento graves consequências, tanto para o paciente como para as pessoas que estão ao redor.

No Brasil, uma pesquisa recente mostrou que 86% dos brasileiros têm algum transtorno mental. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o país é o que tem o maior número de pessoas ansiosas: 9,3% da população.

As doenças psiquiátricas mais comuns são a depressão e os transtornos de ansiedade. Existem também com frequência pessoas acometidas por burnout.

Outros dados recentes mostram que 49% dos trabalhadores no Brasil já tiveram crises de ansiedade, enquanto 44% dizem ter sofrido com o esgotamento mental devido ao stress profissional, característica principal do burnout.

Artigos sobre Psiquiatria

Acesse Nosso Blog

Agende uma Consulta Para Hoje!

Agendar Agora

Depressão

A depressão é o mais comum dos transtornos mentais, mas é uma doença tratável. Ele é uma doença psiquiátrica que afeta o emocional da pessoa, que passa a apresentar tristeza profunda, falta de apetite, de ânimo, pessimismo, baixa auto-estima, que aparecem com frequência e podem combinar-se entre si.

Os tipos de depressão são: clássica, distimia, transtorno bipolar e sazonal. É imprescindível o acompanhamento médico tanto para o diagnóstico quanto para o tratamento adequado.

O tratamento é feito com auxílio médico profissional, por meio de medicamentos, e acompanhamento terapêutico conforme cada caso. O apoio da família é fundamental.

Pessoas acometidas por depressão podem, além da sensação de infelicidade crônica e prostração, apresentar baixas no sistema de imunidade e maiores episódios de problemas inflamatórios e infecciosos.

A depressão, dependendo da gravidade, pode desencadear, também, doenças cardiodasculares, como enfarto, AVC e hipertensão.

Transtorno de ansiedade generalizada

O transtorno da ansiedade generalizada (TAG), é um distúrbio caracterizado pela preocupação excessiva ou expectativa apreensiva, persistente e de difícil controle, que perdura por seis meses no mínimo e vem acompanhado por três ou mais dos seguintes sintomas: inquietação, fadiga, irritabilidade, dificuldade de concentração, tensão muscular e perturbação do sono.

O transtorno da ansiedade generalizada pode afetar pessoas de todas as idades, desde o nascimento até a velhice. Em geral, as mulheres são um pouco mais vulneráveis do que os homens.

Os sintomas podem variar de uma pessoa para outra. Entre eles está principalmente a inquietação, fadiga, irritabilidade, dificuldade de concentração, tensão muscular.

Existem outras queixas que podem estar associadas ao TAG: palpitações, falta de ar, taquicardia, aumento da pressão arterial, sudorese excessiva, dor de cabeça, alteração nos hábitos intestinais, náuseas, aperto no peito, dores musculares.

Burnout

Como comentamos o Burnout está associado ao trabalho. É um distúrbio emocional com sintomas de exaustão extrema, estresse e esgotamento físico resultante de situações de trabalho desgastante, que demandam muita competitividade ou responsabilidade.

A principal causa da doença é justamente o excesso de trabalho. Esta síndrome é comum em profissionais que atuam diariamente sob pressão e com responsabilidades constantes, como médicos, enfermeiros, professores, policiais, jornalistas, dentre outros.

O sintoma típico da síndrome de burnout é a sensação de esgotamento físico e emocional que se reflete em atitudes negativas, como:

  • Ausências no trabalho;
  • Agressividade;
  • Isolamento;
  • Mudanças bruscas de humor;
  • Irritabilidade;
  • Dificuldade de concentração;
  • Lapsos de memória;
  • Ansiedade;
  • Depressão;
  • Pessimismo;
  • Baixa autoestima.

Dor de cabeça, enxaqueca, cansaço, sudorese, palpitação, pressão alta, dores musculares, insônia, crises de asma, distúrbios gastrintestinais são sintomas que podem estar associados ao burnout.

Não Fique com Dúvidas

Perguntas Frequentes

O que faz um médico Psiquiatra?

O principal objetivo do Psiquiatra é aliviar o sofrimento trazendo bem-estar psíquico aos seus pacientes. Para isso é necessário uma avaliação detalhada do paciente, avaliando os aspectos biológicos, psicológicos e até mesmo culturais. Esta avaliação realizada pelo Psiquiatra envolve o exame de seu estado mental e seu histórico hospitalar.

Podem ser utilizados, exames de imagens, testes neurológicos, psicológicos para auxiliar a avaliação do indivíduo, podendo ser solicitado exames laboratoriais e físicos.

Que técnicas o Psiquiatra utiliza para fazer diagnósticos e tratamentos?

Um distúrbio mental ou problema psíquico pode ser tratado com medicamentos ou terapias diversas, como a psicoterapia, prática de maior tradição no tratamento.

A avaliação psiquiátrica envolve o exame do estado mental, histórico clínico do paciente, testes psicológicos, neurológicos, neuropsicológicos e exames de imagem podem ser utilizados como auxiliares na avaliação, assim como exames físicos e laboratoriais.

Os procedimentos diagnósticos são norteados a partir do campo das psicopatologias; critérios bastante usados hoje em dia, principalmente na saúde pública, são a CID-10 da Organização Mundial de Saúde, adotada no Brasil, e o DSM-V da American Psychiatric Association.

Qual a importância de consultar um médico Psiquiatra?

Da mesma maneira que procuramos um ortopedista quando nossa mão está doendo, ou um oftalmologista quando não estamos enxergando bem, quando identificamos sinais de possíveis doenças mentais precisamos ir a um Psiquiatra. Ele será o melhor profissional para identificar se de fato existe algo e realizar o tratamento adequado.

Quando ele deve ser consultado?

Devemos procurar um Psiquiatra quando os problemas de ordem emocional passam a interferir de forma direta e recorrente nas atividades do dia a dia. Por exemplo, quando a insônia começa a ser frequente ou as mudanças ou estados de humor interferirem no trabalho e na relação interpessoal, tem-se um ponto de alerta.

Estes pontos citados, podem indicar o início de uma depressão ou o surgimento de transtorno bipolar. A ansiedade também pode desencadear uma série de reações físicas no corpo, como taquicardia, palpitações, tremedeira e falta de ar. Por isso o auxílio de um psiquiatra é tão importante para que se tenha uma melhor qualidade de vida.

Que sintomas indicam a necessidade de agendar uma consulta?

Existem três sintomas que podemos destacar, mudanças repentinas de humor, dificuldade para dormir e alterações no apetite e não se livrar de algum vício. Existem várias outros sintomas, porém esses três são consideravelmente frequentes em pacientes com algum tipo de distúrbio psiquiátrico.

Não pare de aprender

Artigos sobre Psiquiatria

Entre em Contato com Nossa Equipe

Agende uma Consulta

Telefone

Ligue para:
(84) 3214-5426

Unidade Igapó

Av. Bacharel Tomaz Landim, 1251
Natal – RN

Unidade Bernardo Vieira

Av. Bernardo Vieira, 3372.
Natal – RN

WhatsApp

Adicione o número:
(84) 9 9141 2423

Quer tirar suas dúvidas?

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.
× Agende sua Consulta!